Blog

Filtro solar vegano

17 de janeiro de 2019

Janeiro, verão, sol, praia, piscina. Enfim, férias! Mas como sabemos, veganismo é estilo de vida (não só dieta!), e não podemos tirar folga das nossas convicções. Por isso, é importante prestar bastante atenção aos produtos que consumimos — ética das marcas, composição, etc. E nessa época, o protetor solar merece destaque.

Um protetor solar, para ser considerado vegano, precisa respeitar dois aspectos dos direitos animais: não ter produtos de origem animal na composição; e não ser testado em animais. Dessa forma, eles se encaixam na categoria “cruelty free” - “livre de crueldade”, em tradução livre.

Não há muitas opções de filtros solares veganos no Brasil. E os poucos disponíveis, dificilmente se encontram nas prateleiras de supermercados e farmácias. O ideal é procurar marcas online — e verificar nos sites se elas são mesmo ‘cruelty free’. Algumas marcas informam logo que se posicionam contra testes em animais, mas para a maioria, o indicado é conferir produto a produto, porque muitas marcas possuem produtos veganos, mas não são totalmente veganas.

A indústria de cosméticos é um dos principais vilões da causa dos direitos dos animais. Embora a legislação brasileira não exija testes com animais para permitir a venda deste tipo de produto, as empresas se valem de argumentos como “segurança para o consumidor” ou “falta de outras tecnologias” para perpetuar a prática. Aos poucos, principalmente com o crescimento da demanda por produtos ‘cruelty free’, essas ideias vão sendo superadas, e muitas marcas vêm abraçando o desafio de buscar alternativas para sua produção.

É preciso procurar bem. Ainda não existe uma padronização na indicação de produtos ‘cruelty free’ no Brasil, mas muitas marcas já usam selos e outras formas de indicarem a origem e composição bioética dos seus produtos. Outra dificuldade são os preços: geralmente mais altos, por conta da menor demanda. Fazer questão de produtos veganos — perguntar por eles nos estabelecimentos, dar preferências as marcas inteiramente adeptas na hora de comprar — é uma forma de mudar esse quadro.

Encontrar um protetor solar vegano, assim como qualquer produto ‘cruelty free’, pode custar um pouco mais: de dinheiro e de tempo de pesquisa. Mas vale a pena! Além de contribuir para a luta pelos direitos dos animais, você estará consumindo um produto mais saudável, ecologicamente correto (no caso dos protetores, os comuns agridem a vida marinha, por exemplo), e incentivando pesquisa e produção que respeitem a ética da vida humana e animal.
 



Voltar para o blog

Newsletter

Assine nossa newsletter
e receba todas as novidades da Veg+

Uma vida saudável começa com um investimento consciente.
Para mais informações entre em contato (21) 3150.3031 ou pelo email expansao@vegmais.com.br
Centro Empresarial Mario Henrique Simonsen
Av. das Américas, 3434 / Bloco 5 / sala 301 - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro
Mais informações em faleconosco@vegmais.com.br ou expansao@vegmais.com.br
Tel.: (21) 3150.3031